1ªRAP e 1ªROP superaram expectativas

rap

Este final de semana mais de 315 pessoas participaram da 1ª RAP (Reunião Ampla de Pastoral) e 1ª ROP (Reunião de Organismos Pastorais) arquidiocesana. De acordo com a equipe organizadora dos dois eventos, o número de agentes pastorais, padres, diáconos e freiras aumentou em participação.

Somente na Reunião Ampla de Pastoral duzentas e dez pessoas se envolveram em atividades que iniciaram na noite de sexta-feira e encerraram no final da tarde de sábado. No domingo, cento e cinco pessoas representando os organismos pastorais estiveram presentes na primeira ROP do ano.

A 1ª RAP trabalhou o tema: “A Comunidade, sustento da fé e transformadora da sociedade na perspectiva da pastoral paroquial”.

Ricarte, leigo e professor do Curso de Teologia do Seminário Maior Imaculado Coração de Maria, trabalhou o tema: “Pelo Batismo e pela Crisma e alimentados pela Eucaristia, o cristão leigo (a) é verdadeiro sujeito na Igreja e na Sociedade”. Com a celebração da Santa Missa na manhã de sábado, deu-se início aos trabalhos do dia.  Padre Wagner Santos fez uma apresentação sobre o Olhar (Conjuntura Eclesial e Social) e padre Antônio Alvimar apresentou o panorama político brasileiro embasado em dados e pesquisas que levou a todos à uma profunda reflexão. Dom João Justino tratou sobre: A Comunidade, sustento da fé e transformadora da Sociedade na perspectiva da pastoral paroquial – tema central da reunião. Ao final, foi apresentado oficialmente aos participantes o envio do Estandarte da Sagrada Família que vai percorrer todos os setores da Arquidiocese de Montes Claros, até culminar no Dia do leigo, em novembro 2018. O Setor Norte será o primeiro a iniciar as visitas. A cidade de Berizal foi a contemplada para receber o ícone do Ano Nacional do Laicato.

A 1ª ROP também estudou o tema: “A Comunidade, sustento da Fé e transformadora da sociedade”. Depois da Missa presidida por Dom José Alberto Moura, Dom João Justino falou aos participantes  sobre “A comunidade, sustento da fé e transformadora da sociedade na perspectiva dos organismos pastorais”. Na sua tranquilidade que lhe é peculiar, o arcebispo chamou à atenção dos leigos para as responsabilidades pastorais. Com sabedoria pontuou de forma clara aquilo que é importante que os organismos estejam inseridos, que saibam seus papeis e que principalmente, se coloquem no lugar de ação.

Todas as fotos da 1ªRAP e 1ª ROP você pode acompanhar na fanpage (Facebook) da Arquidiocese de Montes Claros.

_________________________________________________________
***Viviane Carvalho – Assessoria de Imprensa Arquidiocese de Montes Claros (38 Vivo) 9905-1346 (38 claro) 8423-8384 ou pelo e-mail: imprensacatolica@yahoo.com.br

Viviane Carvalho1ªRAP e 1ªROP superaram expectativas