Notícias

” A educação existe, quando de fato, provoca ação na humanidade”

Foi realizado no Seminário Maior Imaculado Coração de Maria, localizado no bairro Ibituruna em Montes Claros,  entre os dias 13 a 15 de maio, o Simpósio Filosófico que pela primeira vez, foi separado do curso de teologia. A proposta oferecida pela coordenação do curso de filosofia foi atingida com alta performance nas apresentações e participações nos três dias de evento.

Os facilitadores proporcionaram aos participantes uma rica discussão sobre os assuntos apresentados.  Ainda dentro da programação do Simpósio, o café filosófico contou com a participação de duas professoras que trataram do tema: Uma crise na educação brasileira? Elucidações sobre filosofia, educação e cidadania. A doutoranda e professora Andreia Pereira da Silva e a professora Alessandra Almeida Souza refletiram sobre o cenário atual do Brasil e indicou nortes para se pensar a educação dentro da atualidade.

Ao iniciar sua fala pelo Brasil colonização, Andreia Pereira trouxe dados históricos que puxaram pela memória o resgate de todo o processo de evolução da educação brasileira a partir dos padres Jesuítas, primeiros educadores, quando começaram a catequizar os índios. “Nunca foi para todos a educação no Brasil”, afirmou a professora que agradeceu o convite para participar do Simpósio e destacou como é bom ver a Igreja valorizando a discussão sobre a educação, sobretudo dentro do seminário. Ela reconheceu que o conhecimento é capaz de aproximar o ser humano de Deus e do próximo.

A professora Alessandra Almeida identificou que a filosofia é a base para todos os outros conhecimentos e endossou o posicionamento da colega quando apontou que a Igreja sendo ela precursora na educação através da catequese, é também na formação dos futuros padres, levando-os ao conhecimento mais elaborado através da filosofia, pode em suas homilias, instigar, transformar e formar cidadãos capazes de lutarem pela dignidade.  E ambas deixaram o recado: Se não estudar, não se conquista o aprendizado. O sonho é construído primeiro no coração e depois na razão. É preciso agir. A mensagem que ficou do café filosófico foi que a educação existe, quando de fato, provoca ação na humanidade.  Quando o ser humano passa a se preocupar com o outro humano. Quando enfim, se faz reconhecer no outro.

_______________________________________________________________

***Viviane Carvalho – Assessoria de Imprensa Arquidiocese de Montes Claros
Contato: (38) 9905-1346 (38) 9 8423-8384
e-mail: [email protected] 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Artigos de Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Artigos de Dom José Alberto

Arcebispo Emérito de Montes Claros (MG)

REVISTA

 

ENQUETE

“A Comunidade que contempla o Rosto das Juventudes” é o tema para o Ano Nacional de qual ano?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Facebook