Notícias

Dom João Justino presidiu a Missa dos Santos Óleos, pela primeira vez, na Arquidiocese

“Como é bom encontrá-los aqui, ao redor deste altar, centro da Igreja, onde se realiza o Mistério Eucarístico. Junto de nossa Cátedra, um dos mais antigos símbolos de nossa missão episcopal. Partilho a minha alegria de presidir pela primeira vez, a missa crismal. Confesso como sinto grande, a responsabilidade de ser o bispo dessa Igreja, pela qual, cresce dia após dia, a minha afeição e meus cuidados”, falou o arcebispo de Montes Claros, dom João Justino de Medeiros Silva, para uma Catedral lotada de fiéis que foram participar da Celebração dos Santos Óleos na noite dessa quinta-feira (11).

Depois de saudar a todos, dom Justino se dirigiu especialmente aos jovens e agradeceu a participação e o compromisso da juventude que abraçaram no último domingo, o desafio de participarem da caminhada penitencial intitulada – O caminho das 7 Igrejas – realizado pela primeira vez pela Arquidiocese.  Para o pastor da Igreja Particular de Montes Claros, foi um verdadeiro testemunho de fé em Jesus Cristo.

A missa foi concelebrada pelo arcebispo emérito, dom José Alberto Moura e pelo clero arquidiocesano. Na celebração que também os padres renovaram as promessas sacerdotais junto ao bispo, os óleos dos catecúmenos (usado nos batismos), o óleo dos enfermos (usado nas pessoas que se encontram doentes) foram abençoados e consagrado, o óleo do Crisma (utilizado nas crismas, ordenações e dedicação de altares em Igrejas).

Durante a homilia, o arcebispo enfatizou: “Não posso, não devo e não quero fugir de nenhuma tarefa que a missão episcopal me impõe. Peço que acompanhem os meus passos, que são os passos desta Igreja. Rezem por mim e por nossa querida Arquidiocese”. “Somos servidores do povo sacerdotal. O que nos distingue do sacerdócio comum dos cristãos leigos e leigas, é a nossa vocação”, pontuou ainda a importância da ação no ministério da Igreja. “É preciso ser missionário também onde a vida for ameaçada. É urgente tomar a posição de defesa da vida pelos direitos da pessoa humana, em ações que pautam as atividades de políticas públicas”. O arcebispo indicou ainda, a necessidade do respeito aos mais vulneráveis. Incentivou a participação em debates políticos, sempre em constante defesa do estado democrático de direito e reforçou a importância dos diálogos sobre a reforma da Previdência Social.

Ao final da missa, os kits preparados para as paróquias foram entregues aos padres representes dos setores da arquidiocese.

*Todas as fotos podem ser conferidas na Fanpage da Arquidiocese/ Fanpage da Catedral e ou Paróquias que também estiveram presentes.

__________________________________________________________________

***Viviane Carvalho – Assessoria de Imprensa Arquidiocese de Montes Claros  (38 Vivo) 9905-1346 (38 claro) 8423-8384 ou pelo e-mail: [email protected] 

Artigos de Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Artigos de Dom José Alberto

Arcebispo Emérito de Montes Claros (MG)

REVISTA

 

ENQUETE

“A Comunidade que contempla o Rosto das Juventudes” é o tema para o Ano Nacional de qual ano?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Facebook