Jubileu de Diamante de Mons.Rocha

jubileudiamante

A Missa Solene de celebração do Jubileu de Diamante pelos 60 anos dedicados à vocação e serviço à Igreja do Monsenhor Antônio Gonçalves da Rocha ocorreu na Matriz de São João Batista, bairro Alto São João. A missa foi presidida por ele mesmo, com autorização do arcebispo, Dom José Alberto Moura.

Natural de Brejo do Amparo, distrito de Januária. Desde criança manifestava o desejo em ser padre e aos 14 anos de idade, saiu de casa para viver esse sonho que hoje se confirma em seis décadas de doação.

Para esse momento jubilar foi realizado um Tríduo Vocacional preparatório onde presidiram os Monsenhores José Osanan de Almeida Maia, Geraldo Marcos Tolentino e Silvestre José de Melo. Eles refletiram sobre “A Família gera vocações”, “A comunidade suscita vocações” e o “Seminário suscita vocações” com participação dos seminaristas dos seminários São Pio X e Imaculado Coração de Maria.

Durante homilia destacou o arcebispo: Eu dou a vida pelas minhas ovelhas! E direcionado o tempo todo ao aniversariante, primeiro padre a ser ordenado na então diocese de Montes Claros por Dom José Alves Trindade, Monsenhor ouviu atentamente as palavras do seu pastor.

“Quem aceita viver como sacerdote – tem que ter coragem para enfrentar tudo aquilo que se opõe ao Reino de Deus. Jesus quis chamar pessoas como o senhor Monsenhor Rocha, para em nome dEle, fazer a mediação humana com o Divino. Por obediência se faz por causa de Jesus e seu sacerdócio é exercido por causa de Jesus. Sabemos que é através do Batismo que somos cnfigurados ao Cristo e nos tornamos filhos adotivos de Deus. O próprio Cristo que age através de sua pessoa. O humano do padre não tem somente as qualidades agradáveis mas que podem não agradar a muitos.  Se olhar a pessoa do Cristo no sacerdote, a pessoa vai se perceber contemplada com a graça de Deus naquilo que o próprio sacerdote exerce conforme a graça de Deus. Seu exemplo marcante, sua vida tem sido santificação do povo. É preciso que entendamos que seguir a Cristo é deixar amoldar por Ele para viver uma vida coerente na convivência com irmãos e irmãs. Sua coragem de dizer sim todos os dias a Deus só comprova que 60 anos de vida ministerial é prova de amor ao Cristo, filho do Pai.” , encerrou dom José que foi aplaudido por toda a comunidade pelas palavras ditas ao sacerdote.

Ao final da celebração, no momento de ação de graças, Monsenhor José Osanan leu a mensagem abaixo contando em tópicos toda a trajetória de vida do padre que escolheu a Cristo para dedicar sua vida.

Monsenhor Antônio Gonçalves da Rocha: Nasceu em Brejo do Amparo município de Januária no dia 6 de Abril de 1931, o 5º de 7 filhos do casal Sr. João Gonçalves de França e Dona Laudelina Gonçalves da Rocha.

Nas Escolas Reunidas de Brejo do Amparo de 1939 a 1942 fez o seu “curso primário”. Em 1946, Dom Aristides de Araújo Porto, 2º Bispo de Montes Claros o enviou para o Seminário Menor de Mariana onde concluiu em 1951 o seu Curso de Humanidades. Filosofia e Teologia, ele estudou em Diamantina de 1952 a 1957.

No dia 30 de dezembro de 1957 na Catedral Nossa Senhora Aparecida de Montes Claros, Dom José Alves Trindade, como 5º Bispo ordenava Mons. Antônio Gonçalves da Rocha. Foi a 1ª ordenação que Dom José celebrou como Bispo de Montes Claros.

A 1ª missa solene Mons. Rocha a celebrou na Matriz Nossa Senhora da Conceição e São José, em Montes Claros no dia 01 de dezembro de 1957.

Bacharel em Filosofia pela Faculdade Dom Bosco de São João Del Rei. Como sacerdote Mons. Rocha tem uma longa folha de serviço prestado à Igreja e à sociedade civil. Sua vida foi dedicada ao sacerdócio e à educação.

Como sacerdote:

1) Professor do Seminário Menor Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças em Montes Claros de 1958 a 1965, onde também exerceu o cargo de ecônomo, e regente do coral.

2) Encarregado da Capela do Santuário do Bom Jesus no Roxo Verde, em Montes Claros de 1959 a 1965.

3) Encarregado da Capela Nossa Senhora da Consolação – Cintra, em Montes Claros 1959 a 1965.

4) Assistente Eclesiástico do Círculo de Trabalhadores Cristãos em Montes Claros de 1958 a 1965.

5) Fundador/Encarregado da Comunidade Nossa Senhora de Fátima, bairro Delfino Magalhães em Montes Claros de 1961 a 1965.

6) Fundador/Encarregado da comunidade Santa Rita de Cássia, bairro Santa Rita, em Montes Claros de 1962 a 1965.

7) Pároco de Santo Antônio da Boa Vista em São João da Ponte de 20 de fevereiro de 1966 a 8 de janeiro de 1967.

8) Pároco de São Joaquim em Porteirinha de 10 de janeiro de 1967 a 12 de outubro de 1994.

9) Pároco do Sagrado Coração de Jesus em Bocaiúva de 14 de outubro de 1994 a 26 de Janeiro de 2004.

10) Assistente Eclesiástico da Liga Católica Jesus, Maria e José de 6 de janeiro de 1995 a 26 de Janeiro de 2004.

11) Professor no Seminário Maior Imaculado Coração de Maria em Montes Claros de 2002 a 2006.

12) Pároco de São João Batista em Montes Claros, de 12 de dezembro de 2004 a 29 de dezembro de 2015.

13) Vigário Geral da Arquidiocese de Montes Claros, 17 de Dezembro de 2003 até a presente data.

14) É membro do Colégio de Consultores e do Conselho Presbiteral da Arquidiocese de Montes Claros.

15) Em 1996 foi nomeado pelo Papa João XXIII Cônego Pontifício da Basílica de São Pedro em Roma e em 11 de janeiro de 2001 o Papa João Paulo II o nomeou Capelão Pontifício de Sua Santidade “com o título de Monsenhor”.

Como professor exerceu o magistério nas seguintes Instituições de Ensino:

1) Em Montes Claros:

  1. a) Ginásio Montes Claros
  2. b) Colégio Imaculada Conceição de Berlaar
  3. c) Colégio São José
  4. d) Escola Estadual Professor Plínio Ribeiro
  5. e) Colégio Diocesano Nossa Senhora Aparecida

2) São João da Ponte

Professor na Escola Estadual Professora Filomena Fialho

3) Em Porteirinha

  1. a) Professor no Ginásio Normal Estadual
  2. b) Professor e Diretor no Ginásio Municipal

Além do Português Mons. Rocha lê latim, francês e italiano, escreve em Latim, em Francês, traduz Latim, Francês e Italiano.  Recebeu o Título de Cidadão Honorário de Porteirinha e de Bocaiúva.   Ontem recebeu com justiça as homenagens de toda a nossa Arquidiocese de Montes Claros.

Ao encerrar, Monsenhor Rochinha como carinhosamente é conhecido, agradeceu a todos lembrando pessoas e situações vivenciadas por ele nestas seis décadas de serviço à Igreja. Em seguida, depois da benção, um jantar foi oferecido a todos no salão paroquial da Igreja.

Confira todas as fotos e vídeos na fanpage da Arquidiocese e da Paróquia no Facebook.

____________________________________________________________
***Viviane Carvalho – Assessoria de Imprensa Arquidiocese de Montes Claros (38 Vivo) 9905-1346 (38 claro) 8423-8384 ou pelo e-mail: imprensacatolica@yahoo.com.br

 

 

Viviane CarvalhoJubileu de Diamante de Mons.Rocha