Artigos

SABER ADMINISTRAR

SABER ADMINISTRAR

Em qualquer atividade de liderança na sociedade a pessoa exitosa deverá ter honestidade e saber administrar. Há quem faça muito com o pouco e os que pouco ou nada fazem com o muito. Vemos isso na política, na economia e em qualquer outro empreendimento humano.

Para se ter resultado positivo da administração, são necessárias a formação e a devida preparação para elas exercerem seu papel de coordenação e encaminhamento de sua função na  comunidade. O próprio Jesus conta a parábola do homem que emprestou dinheiro em quantias diferentes para três pessoas, combinando acerca de seu rendimento que os emprestadores deveriam entregar ao dono. Os que receberam mais souberam aplicar o dinheiro e ganharam juros do mesmo. O que recebeu menor quantia apenas guardou o dinheiro e não o aplicou. Depois de certo tempo o dono veio buscar o dinheiro com o juro de sua aplicação. Os que ganharam com o dinheiro aplicado receberam generosa recompensa. O que não soube fazer render a moeda nada recebeu, a não ser a admoestação do dono (Cf. Mateus 25, 14-30). O  mesmo acontecerá conosco. Receberemos de Deus a recompensa de usarmos bem os talentos concedidos para fazermos render seus frutos em bem de nós mesmos e dos outros.

A partir da formação do caráter desde tenra idade na família, se não aprendermos a ter ética e educação para servirmos o semelhante e toda a sociedade, tornamo-nos egoístas e sem compromisso com o bem comum. Resultado: tornamo-nos desonestos, inescrupulosos e cheios de busca de interesses mesquinhos. Não vivemos, assim, como pessoas equilibradas e administradoras de moral pessoal e social. Os efeitos disso são os roubos, o prejuízo aos mais frágeis, a concentração de benefícios materiais, culturais e sociais, a degradação das inter-relações comunitárias e ambientais. Nessa direção não nos tornamos pessoas de grandeza moral e social. Somos de peso e nocividade ao bem comum e a nós mesmos.

Quem ganha na prática do serviço ao próximo com zelo, dignidade e amor é a pessoa que  usa a vida e todos os dons de Deus para ajudar a construir um mundo mais humano, justo e solidário. O texto bíblico fala da mulher forte na administração de sua casa, valendo mais do que joias. Ela alegra a família e ajuda as pessoas necessitadas (Cf.Provérbios31,10-31). Da mesma forma, todos os que usam as oportunidades em sua missão e vocação, cooperam com os circundantes, promovendo o bem de todos e sendo exemplo de quem sabe viver para servir. Não agem apenas para dar algo material aos carentes, mas lutam por sua promoção e dignidade.

Nossa vida vale para realizar o projeto de Deus a nosso respeito. Ele vai à frente e nos ensina o modo humano de humanizar, utilizando nossas capacidades e oportunidades para realizarmos o que nos leva ao objetivo fundamental de nossa existência. Esta não se limita à satisfação de nossos instintos em busca de prazeres imediatos. Quem dá de si e até a própria vida para tornar o mundo mais justo e solidário alcança a realização do mais alto ideal de vida, o amor absoluto. Seremos recompensados porque colocamos tudo de nós para amar e servir. Já na terra seremos vistos como pessoas de alta grandeza moral. O que dirá Deus!

José Alberto Moura, CSS – Arcebispo Metropolitano de Montes Claros, MG

Voz do Pastor

Dom José Alberto

Arcebispo de Montes Claros (MG)

Luz para os Meus Passos

 

ENQUETE

Estamos celebrando até 25 de novembro de 2018 o Ano Nacional?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Facebook