Notícias

Universitários respondem ao chamado do arcebispo

O Setor Universidades da CNBB propõe exercícios espirituais para o Advento e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para Cultura e  Educação da CNBB e arcebispo metropolitano de Montes Claros, dom João Justino de Medeiros Silva, promove  catequese do advento  para universitários e se surpreende com a adesão logo no primeiro encontro.

O resultado foi satisfatório logo no primeiro encontro, ocorrido na noite de ontem, segunda-feira (03), na Igreja do Rosário, centro da cidade. A partir do texto base preparado pelo setor universidades da CNBB, dom João Justino fez a leitura orante do texto messiânico de Isaías 11,1-9. O arcebispo entendeu que o primeiro encontro foi positivo, a predominância foi de maioria jovens e universitários e as participações foram relevantes. “Estudar o texto bíblico foi oportuno para a compreensão da missão de Jesus”, disse ele.

Depois de feita a leitura do texto bíblico, dom Justino fez a meditação bem detalhada, versículo por versículo e finalizou explicando que:  “... o Espírito opera em nós, no nosso coração para compreendermos através da fé, o amor de Deus.”

Em seguida, entregou para que fosse apreciado por todos, um pequeno tronco de planta com um broto novo. Pediu que 3 acadêmicos,  voluntários, espontaneamente fizessem uma oração em resposta à palavra do Senhor. O primeiro estudante iniciou “…para que tenhamos um bom coração, no sentido de estar com as pessoas sem olhar as aparências, sem julgar, usando a  equidade e justiça nos pensamentos.” O segundo rezou assim: “Senhor, nosso Deus, querendo agir corretamente e observando que Jesus cumpriu a missão aqui na terra, usando antagonismos simples. Possamos ser novos Cristãos e na simplicidade, a seu exemplo, construir um mundo novo.” O terceiro suplicou ” …que tenhamos confiança na Sua palavra e nas promessas que Ele mesmo faz através da Sagrada Escritura.” Dom João finalizou a oração dizendo:  “Nós te louvamos, pois não deixou “secar” o tronco de Jessé. De lá, se tira o essencial para a vida”.

Depois deu sequência ao tema, através da “contemplação”, usando os seguintes princípios: – Como amamos? – Como o evangelho pode iluminar nossos afetos?  Que conversão precisamos?  Explicou que a vida pede complexidade no pensar e no agir. O que precisa ser diferente? Ele nos lembra que as mudanças não serão possíveis apenas com nossas forças. Precisamos da ajuda do Senhor, conquistada através da oração. E neste momento, fez-se o silêncio para que cada um fizesse sua reflexão. E ao encerrar pediu: “Caminhe conosco Senhor, para que possamos sentir e fazer acontecer as mudanças.”

No último passo do primeiro encontro, o metropolita apresentou a “Ação”:  Como nos doarmos aos outros, exercendo assim a caridade? E a partir dessa pergunta, a assembleia se manifestou: ” … fazendo as várias espécies de doações, de forma amorosa, não por obrigação”. Outro completou:  ” Harmonia entre as criaturas; serenidade que seja capaz de ver o mundo como Deus o criou”. Uma senhora testemunha que a meditação da palavra tão bem feita pelo  arcebispo, a fez enxergar de outra forma esse texto bíblico: “…como do ramo seco, nasce a vida,  só com a doação é  que, de fato, acontecerá  a caridade.”

Dom Justino então finalizou ” Não julgue segundo a aparência, veja o outro sem “pré” conceitos, porque nem sempre o conhecemos e nos deparamos com pessoas que tem muita coisa boa em seu coração. Deixe os estereótipos e aceite as pessoas, observando o que elas têm de melhor a oferecer.  Jesus “quebra” as visões errôneas dos discípulos. Que também nós, saibamos olhar com sabedoria,  evitando assim os “pré” julgamentos.”

Com a ajuda dos padres Harlley Mourão e Gledyson Miranda distribuiu o livro de estudos  “Exercícios Espirituais para o Tempo do Advento”, que servirá para uso diário de meditação,  com roteiro e espaço para respostas a  questionamentos pertinentes ao tema e registro de oração e testemunho  pessoal. Em seguida, dom Justino finalizou o primeiro encontro com oração, agradeceu a presença de todos e reforçou o convite para os próximos encontros que serão dias 10 e 17 de dezembro, 19h30 na Igreja do Rosário, local já conhecido e bem familiar dos universitários, pois muitos alí a comunidade acadêmica se reúne para rezar e celebrar.

ENTENDA O TEMPO DO ADVENTO:  No tempo do Advento, somos convidados a refletir sobre o novo tempo que surge com o Messias. Dessa forma, Jesus ensina no Evangelho, que este tempo esperado será primeiramente percebido pelos pequeninos, que são aqueles que cultivam a humildade em seus corações. Assim, vemos que somente um coração que cultiva a humildade será capaz de construir o tão esperado novo tempo. Aproveitemos, portanto, este Advento, para refletir sobre como preparamos nosso coração para a concretização desse novo tempo, o qual tanto esperamos e do qual somos construtores. O Advento é tempo de alegria, espera e esperança. Um momento de forte mergulho na liturgia e na mística cristã. O Tempo do Advento marca o início do ano litúrgico e traz com ele, para o ano litúrgico de 2019 o ciclo de Leituras do Ano C, marcado pela leitura predominante do evangelho de São Lucas.

Colaboração no texto de Mônica Souza/ Participou e registrou as falas e fotos.
Todas as fotos enviadas por algumas pessoas que registraram podem ser conferidas na Fanpage da Arquidiocese de Montes Claros no Facebook.

________________________________________________________
***Viviane Carvalho – Assessoria de Imprensa Arquidiocese de Montes Claros (38 Vivo) 9905-1346 (38 claro) 9 8423-8384 ou pelo e-mail: [email protected]

Voz do Pastor

Dom José Alberto Moura, CSS

Arcebispo Emérito de Montes Claros (MG)

AGENDA

DomSegTerQuaQuiSexSab
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹dez 2018› » 

 

ENQUETE

“A Comunidade que contempla o Rosto das Juventudes” é o tema para o Ano Nacional de qual ano?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Facebook