Notícias

“A secretaria paroquial como serviço à ação evangelizadora” foi tema do encontro arquidiocesano dos secretários (as) paroquiais

Todos os anos a Arquidiocese de Montes Claros realiza o encontro arquidiocesano para os profissionais que trabalham nas secretarias paroquiais. O encontro aconteceu na Casa de Pastoral, localizada no bairro Santo Antônio, na sede metropolitana.

O encontro anual dos secretários e secretárias de 2019 foi assessorado pelo professor e doutor João Olímpio Reis.  O tema proposto para o dia de trabalho foi: “A secretaria paroquial como serviço à ação evangelizadora”. Participaram 77 secretários (as), sendo 35 do setor centro e 42 dos outros setores de nossa arquidiocese.

Ao acolher a todos na oração inicial, padre Reginaldo Wagner Santos falou da importância do trabalho dedicado por cada um, na secretaria de uma paróquia. E ao falar sobre a missão que desempenham, lembrou o convite do Papa Francisco sobre o mês extraordinário missionário.

Em seguida, convidado para falar aos profissionais de secretaria, João Olímpio refletiu a dimensão humana e social. Diante de algumas dinâmicas, reforçou que o coração é sede do sentimento. Lembrou que o amor deve preencher o coração, e esse deve ser o projeto de vida do ser humano. Ressaltou que é preciso vencer o desafio e buscar o equilíbrio.

Em uma rápida passagem no encontro, pois seguia para pregar um retiro na Arquidiocese de Diamantina, dom João Justino de Medeiros Silva, destacou a importância do envolvimento da secretária no universo administrativo da paróquia, tendo em vista, que esse profissional deve levar em consideração a ação evangelizadora no exercício de sua missão no trabalho.

Agradeceu o empenho de todos no serviço que prestam com tanto esmero no cuidado com a secretaria. Pediu atenção para que todos as ações fossem feitas com zelo e cuidado, pois o descuido traz consequências que impede a ação evangelizadora. “Cada um de vocês tem o papel fundamental na comunicação, precisamos ser ágeis”, reforçou o bispo, ao pontuar a importância da precisão no repasse na informação recebida. “Quando não entrego e não faço em tempo hábil aquilo que me foi delegado, coloco empecilho na ação evangelizadora”, concluiu dom Justino.

No final do encontro, o ecônomo da arquidiocese, padre Zilmo Jota, fez algumas considerações em relação aos assuntos administrativos. Destacou situações pertinentes ao setor de contabilidade.

__________________________________________
***Viviane Carvalho – Jornalista / Assessora de Comunicação e Imprensa da Arquidiocese de Montes Claros – MG  Contato: (38) 9905-1346 (38) 9 8423-8384  e-mail: [email protected]

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Artigos de Dom João Justino

Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Luz para os Meus Passos

AGENDA

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹mar 2021› » 

REVISTA

 

ENQUETE

No ano em que realizaremos a IV AAP (Assembleia Arquidiocesana de Pastoral) a Diocese de Montes Claros comemora quantos anos de criação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...