Notícias

“Acredito que quando associamos um dom aos nossos talentos, acontece o milagre”, diz diácono após lançar o livro

A matriz de São Sebastião, no bairro Vila Guilhermina, sediou na última quarta-feira (30), o lançamento do livro “O Rosário de Maria como instrumento e sinal de conversão”, de autoria do diácono José Osmando Mendes de Aquino. Depois da missa, o centro pastoral foi tomado por amigos, familiares e paroquianos que prestigiaram o momento importante para a comunidade e para a caminhada da Igreja.

Ao tomar a palavra, o ecônomo da Arquidiocese de Montes Claros e pároco da paróquia São José Operário, Zilmo Jota, destacou: “Dom é exatamente aquilo que recebemos de Deus de graça, e de graça também devemos dar”. Apontou a importância da obra para a comunidade de fé e para o sentido de amor ao próximo, visto que a venda do livro, tem por traz ajudar uma família que luta diuturnamente para a sobrevivência de um filho acometido por uma grave doença.

Emocionado o diácono Magelo Abreu, pai do pequeno Arthur, agradeceu a todos, em especial ao irmão no ministério diaconal, pelo importante gesto de amor para com seu filho. O anfitrião, padre Marco Simões, em poucas palavras, retratou o quão é importante a solidariedade do cristão com a dor do outro.  É preciso ver Cristo no outro sempre, pediu o sacerdote.

Osmando está cursando o 8º período de psicologia e seus colegas foram em peso para prestigiá-lo. A professora convidada para ocupar um lugar à mesa de honra, lembrou que toda forma de ajudar é um dom, e quando este, é colocado à disposição do outro, não só na simbologia, mas de forma geral, ali se concretiza a humanidade.

“Acredito que quando associamos um dom aos nossos talentos, acontece o milagre.  Eu me torno útil, eu me faço servo”, endossou o diácono. O livro é recomendado pelo arcebispo metropolitano, dom João Justino de Medeiros Silva, apresentado pelo arcebispo emérito, dom José Alberto Moura e prefaciado pelo coordenador de pastoral, padre Reginaldo Wagner Santos.

“ A responsabilidade é grande quando se trata da questão devocional, como lembrava a pouco padre Zilmo, só amamos o que conhecemos. A devoção ao rosário nos mostra a importância da relação do anúncio do anjo, e eu trago isso no livro: O anúncio é o encontro do céu com a terra”, concluiu agradecendo a presença de todos e abrindo o momento para a noite de autógrafos.

SOBRE O AUTOR: Natural da cidade de São João da Ponte, aos 58 anos de idade, o pai de Jéssica e João lança mais um livro. José Osmando Mendes de Aquino é casado com Edna há 28 anos. O filho do senhor José Antônio Mendes e dona Tereza Mendes de Aquino é o quarto de uma família numerosa e de muita fé. Foi em nome dessa fé, que ele se tornou também um missionário da evangelização. Assumiu o compromisso do ministério ordenado, se tornando diácono permanente. Mas sua história não parou aí. Ele queria mais. Era preciso falar da sua comunidade, do seu meio, evangelizar onde fazia história. E por gostar da literatura, escreveu sua primeira obra. Contou a história da Comunidade de Santos Reis em 2005. Devido a procura pelo livro, já esgotado, fez a segunda edição em 2011, quando a comunidade completou 80 anos. O diácono diz ser um devoto de Nossa Senhora e praticante da reza do rosário, um gesto que para ele, traduz a mais bela devoção à Mãe de Deus. “Para mim, é a mais linda das devoções à Nossa Senhora. O Rosário não é apenas uma oração, mas como apresento no livro, é um instrumento de conversão. É a oração dos grandes e pequenos cultos e dos mais humildes, dos intelectuais e dos analfabetos”, endossa o escritor. O projeto do livro foi dedicado a causa de Arthur Emanuel, filho do diácono Magelo Abreu que serve seu ministério na Paróquia São Sebastião. O pequeno Arthur, conhecido de todos pela garra em lutar diuturnamente pela vida.  Osmando exerce seu ministério na paróquia São José Operário, bairro Eldorado, em Montes Claros. O incansável admirador das letras ainda nem lançou o livro “O Rosário de Maria como instrumento e sinal de conversão” e já pensa na próxima obra para 2020, onde ele se prepara para abordar o serviço dos diáconos, presbíteros e bispos.

  • PRÓXIMOS LANÇAMENTOS:
    “O Rosário de Maria como instrumento e sinal de conversão”
    Dia 3 de novembro, 19h30, na matriz de São José Operário / Bairro Eldorado.
  • “O Rosário de Maria como instrumento e sinal de conversão”
    Dia 10 de novembro, 19h30, na matriz de São Santos Reis/ Bairro Santos Reis.

________________________________________

***Viviane Carvalho – Jornalista / Assessora de Comunicação e Imprensa da Arquidiocese de Montes Claros – MG  Contato: (38) 9905-1346 (38) 9 8423-8384  e-mail: [email protected]

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Artigos de Dom João Justino

Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Luz para os Meus Passos

AGENDA

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹mar 2021› » 

REVISTA

 

ENQUETE

No ano em que realizaremos a IV AAP (Assembleia Arquidiocesana de Pastoral) a Diocese de Montes Claros comemora quantos anos de criação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...