Artigos Artigos de Dom João Justino

A-Deus, Ramony

Arquivo pessoal Ramony

Com muito pesar recebi a notícia do falecimento de Ramony Batista. Foi duro escutar a mensagem de áudio que sua mãe, D. Hildete, me enviou na manhã da última terça-feira, 13 de abril: “Jesus chamou minha filha. Nós perdemos nossa Ramony para os anjos… Conto com as orações do senhor”. Na segunda-feira à noite havia conversado com D. Hildete e combinado que um dos nossos padres iria ao hospital para ungir Ramony, como era seu desejo. Mas, na madrugada, Ramony, que fora hospitalizada poucos dias antes, não resistiria à COVID-19.

Ramony, jovem leiga, era coordenadora do Serviço de Animação Vocacional (SAV) da Província Eclesiástica de Montes Claros. Por alguns anos, prestou com zelo a missão de coordenadora do SAV da Arquidiocese de Montes Claros. Era membro da Comissão Organizadora da IV Assembleia Arquidiocesana de Pastoral e coordenava a subcomissão de Escuta. Geógrafa e mestre em Geografia pela Universidade Estadual de Montes Claros – Unimontes, estava no programa de Doutorado em Geografia da PUC Minas. Ali, já se integrara ao grupo de pesquisa “Espaço, cultura e religião”. Sua morte representou uma enorme perda para sua família, e, também, para a nossa Arquidiocese.

Desde que aqui cheguei, encontrei em Ramony uma colaboradora muito atenta. Solicitei, e ela preparou para a Arquidiocese, diversos mapas, que estão publicados no anuário arquidiocesano. Com ela e com o Prof. Marcos Esdras, estávamos desenhando a organização do Observatório da Arquidiocese – ObservAMOC. Um dos seus recentes trabalhos foi a confecção dos mapas da Paróquia São João Paulo II, instalada no último domingo, dia 11 de abril. Membro da Comissão Organizadora da IV AAP, Ramony conduziu a elaboração, aplicação e análise dos dados da pesquisa “Como você vê a Igreja Católica?” Duas semanas atrás, em reunião virtual, ela fez uma brilhante exposição dos dados da pesquisa para nossa Comissão, deixando-nos interpretações muito inquietantes e importantes. Propus que no sábado, dia 10 de abril, retomássemos as discussões, para a realização de um seminário que nos ajudasse a intuir caminhos para nossa caminhada evangelizadora. Quando nos reunimos no dia 10, ela já estava hospitalizada. Não tratamos da pesquisa. Há uma segunda pesquisa, intitulada “Nossas paróquias”, também por ela elaborada, que está pronta para ser aplicada.

Nesses anos iniciais de missão aqui em Montes Claros tive diversas oportunidades de diálogos com Ramony. Por sua atenção, inteligência, amabilidade e disposição para o trabalho, eu apostava em sua atuação e sonhava que ela, com seus saberes da Geografia, haveria de muito nos ajudar na tarefa missionária.

Soube que, no seu diário, o último escrito termina com uma súplica ao Senhor: “Concedei-me a graça de viver de páscoa em páscoa e, movida pela esperança, recomeçar de verdade e livre!” Ao morrer, Ramony recebeu de modo pleno a graça desejada. Ela está entre os mais de 365 mil brasileiros mortos nesta pandemia. Minha solidariedade aos familiares e amigos de todos esses irmãos mortos. A nós, ainda peregrinos, o Senhor conceda viver movidos pelo fundamento de toda esperança, o amor.

+ João Justino de Medeiros Silva
Arcebispo Metropolitano de Montes Claros

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Artigos de Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Luz para os Meus Passos

AGENDA

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹dez 2021› » 

REVISTA

 

ENQUETE

No ano em que realizaremos a IV AAP (Assembleia Arquidiocesana de Pastoral) a Diocese de Montes Claros comemora quantos anos de criação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...