Notícias

Arcebispo abre Jubileu de 900 anos da Ordem Premonstratense

Primeiro Domingo do Advento, manhã de domingo, 29 de novembro, o Arcebispo Metropolitano de Montes Claros abre oficialmente o Jubileu de 900 anos da Ordem Premonstratense no Priorado Nossa Senhora Aparecida e São Norberto.

No início da homilia, dom João, destacou a importância e o grande significado desta celebração “Por primeiro, a família premonstratense que se alegra, especialmente, na abertura do ano jubilar dos 900 anos de criação da Ordem. Também eu, em meu nome e em nome de toda a Arquidiocese de Montes Claros, me alegro e me congratulo com esta comunidade premonstratense que tem fortes vínculos de pertença a esta Igreja Local, uma vez que os premonstratenses aqui chegaram em 1903, antes mesmo da criação da diocese, o que ocorreu em 1910. Também se alegram os irmãos e irmãs aqui presentes que na amizade e na comunhão se unem aos Cônegos para louvar e agradecer a Deus a existência dessa Ordem religiosa”.

Refletindo sobre o tempo litúrgico que inicia e remetendo à vida e história de São Norberto, o arcebispo, aponta três breves alusões:

“Primeiro, a conversão. Fato que muda sua vida a partir de um acidente e lhe dá a força e coragem para buscar viver a santidade ensinada por Jesus Cristo. A queda foi para ele o início de uma vida santa. Sim, o Senhor que nunca nos abandona e nos acompanha até mesmo em nossos tropeços e quedas, está ali ao nosso lado nesses momentos. E a atenção de São Norberto fez-lhe perceber que era aquela a ocasião de escolher a estrada da vida em Cristo, por fidelidade à sua vocação, para multiplicar os talentos recebidos, para servir somente a Cristo e ao seu Evangelho. Seu ministério sacerdotal iniciou-se com essas atenções.

Segundo, seu zelo de pastor. São Norberto escolhe ser um pregador do Evangelho. Como João Batista, radicalmente despojado de seus bens, lembremo-nos de que ele era filho da nobreza, nascido na Renânia, São Norberto dedica-se a ir a todos os cantos para pregar o evangelho e celebrar a eucaristia. Ele expressava a grande tradição eclesial que nunca se esqueceu dessas duas preciosas fontes de graça que são tão unidas e emanam de um só e mesmo Senhor: a palavra e a eucaristia. Não é possível pregar o evangelho sem vivê-lo. Quem prega e não vive, engana a si mesmo, descuida da fidelidade, enfraquece-se. Outros poderão se beneficiar da pregação, mas nesse caso o próprio pregador morre ao pé da fonte, pois não buscou a coerência de seu agir em sintonia com o evangelho que ensinava.

Terceiro, a criatividade apostólica e eclesial. São Norberto, inspirando-se na regra de Santo Agostinho, criou na noite de Natal de 1121 a Ordem dos Cônegos Regulares Premonstratenses. Sabia ele, certamente, que sua vida tinha a força da exemplaridade para atrair outros à mesma forma de seguimento de Jesus Cristo. E isso se revelou uma segunda vez quando após os funerais do bispo de Magdeburgo, o povo o aclamou como novo bispo. Seu ministério episcopal foi marcado sobretudo pelo zelo de pregador que ensinava a verdade e combatia os erros e como apóstolo da eucaristia”.

Ao final de sua homilia, dom João, exortou “Meus irmãos premonstratenses, permitam-me dirigir uma palavra aos senhores com indicações, sem nenhuma pretensão de querer ensinar-lhes novidades. Apenas desejo exortá-los, pessoal e comunitariamente, a não perderem a oportunidade que todo jubileu oferece. Esse tempo deve ser um tempo de festejos, sim. Mas, originalmente e segundo a tradição do povo de Deus, o jubileu é tempo de repouso, de descanso para retomar as motivações primeiras. Tempo de libertar-se das amarras e de perdoar. Tempo de recomeçar”. E acrescentou ” Cada um dos senhores saberá, com certeza, viver a celebração desses 900 anos no mais genuíno espírito norbertino, isto é, relendo a vida, a obra e a regra desse santo a quem vocês decidiram abraçar como verdadeiro modelo do discípulo de Jesus Cristo. Todo jubileu é um tempo de Kairós, como tempo de salvação. Como ensinou o Senhor, no evangelho de hoje, “Cuidado. Ficai atentos… Vigiai!””

Confira as fotos da Celebração de abertura do Jubileu de 900 anos da Ordem Premonstratenses.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Artigos de Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Luz para os Meus Passos

AGENDA

REVISTA

 

ENQUETE

No ano em que realizaremos a IV AAP (Assembleia Arquidiocesana de Pastoral) a Diocese de Montes Claros comemora quantos anos de criação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...