Artigos

Artigo: “Ecce Homo”

A subida para Jerusalém, empreendida por Jesus, na companhia de seus discípulos, é, também, num sentido inverso, uma descida ao mais profundo de si, revelando em profundidade mistério da natureza humana. Um caminho que subverte certezas, transformando em loucura a nossa razão. Que chama de insano a nossa prudência e usa da fragilidade humana para fazer grandes coisas. O Senhor se dirige para a cidade santa, lugar onde encontrará a consumação de seu amor pela humanidade. O ápice desse caminho é sua entrega total de Si na Cruz, rompendo com as barreiras da inimizade humana.

A chegada em Jerusalém se dá em meio a gritos de festa. O Senhor é acolhido como o enviado. A grande multidão que celebrava a presença messiânica, e até mesmo os discípulos, não compreendiam a via salvífica escolhida por Deus. A salvação esperada não virá pela espada. Não consistirá na restauração do reino davídico por meio de uma insurreição gloriosa, ou, até mesmo, em uma esplendorosa manifestação teofânica. Deus escolhe a grande via paradoxal do amor para tocar as consciências humanas. A glória do Senhor, assim, se manifesta na salvação oferecida através da extrema oblação de seu Filho na cruz. “Eles olharão para mim” (Zc 12,10). Olhando para Jesus, o homem plenamente humano, vemos o Deus-amor, que faz do maior fracasso humano, a morte, sua grande vitória. Pela cruz tocamos a glória de Deus.
No mistério pascal de Cristo vemos a manifestação d’Ele como primogênito da nova humanidade. Com sua morte e ressurreição abre-nos as portas da salvação e eleva toda criação à sua plena concretização. Enxertados neste mesmo Cristo, somos chamados a tomar parte em sua missão salvífica. A edificação do Reino exige de nós uma vida oblativa. “Quem quiser me seguir, tome a sua cruz e me siga” (Lc 9,23). É no esvair da própria vida que se encontra a plenitude. Nos nossos fracassos Deus revela sua força. Nas nossas limitações Deus revela sua eternidade. Na nossa incerteza, Ele se faz certeza. As palavras de Pilatos devem ecoar em nossos corações ao celebrarmos estes próximos dias: “Eis o homem!” (Jo 19,5). Diante dos olhos da multidão enfurecida, aparece um homem chagado, trazendo em seu corpo as marcas da dureza do coração humano que se afastou de sua origem. N’Ele encontramos a verdadeira natureza humana.

É no sofrimento que Jesus vence sem deixar vencidos. Eleva consigo toda a criação sem fazer acepção de pessoas. Ele oferece, misericordiosamente, a todos, a salvação. Assim, nos revela que Deus não é um juiz impiedoso, que destina alguns ao castigo e outros à glória. Nossas consciências é que devem nos apontar onde se encontram as nossas infidelidades, não por medo do inferno, mas por amor ao que acreditamos. Elevado na cruz, Jesus olha com benevolência para aqueles que se voltam para ele confiantes. Olhar para o crucificado nos remete à fé em um Deus solidário aos nossos fracassos. Do alto da cruz o Senhor nos atesta a loucura de um Deus apaixonado pela sua criação. É com amor que o Senhor olha. Olha para nossas fraquezas com misericórdia, e revela-nos o que Deus sonhou desde sempre para nós, nossas potências. Que a celebração desta Semana Santa ajude-nos a compreender que é o próprio Amor a grande força que faz de nossas frágeis vidas, instrumentos da salvação. É através dele, não pela força revolucionária ou pelas ideologias, que nos é possível santificar toda criação. Por meio desse amor vemos a verdadeira natureza humana: “ecce homo”.

 

Equipe Arquidiocese em Missão
Arquidiocese de Montes Claros

_______________________________
*Foto: Cathopic

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Artigos de Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Luz para os Meus Passos

AGENDA

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹ago 2022› » 

REVISTA

 

ENQUETE

No ano em que realizaremos a IV AAP (Assembleia Arquidiocesana de Pastoral) a Diocese de Montes Claros comemora quantos anos de criação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...