Artigos Artigos de Dom João Justino Notícias

Artigo: Seu nome é João…

Última Missa do Dom João em Bocaiuva Foto: Pascom Santuário Senhor do Bonfim

No último dia 13 de fevereiro, a Arquidiocese de Montes Claros se despediu de Dom João Justino de Medeiros Silva, que no dia 16 de fevereiro iniciou o seu ministério episcopal como quarto Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese de Goiânia. Mineiro de Juiz de Fora, na Zona da Mata, Dom João chegou ao Norte de Minas em 13 de maio de 2017, para exercer o ofício de Arcebispo Coadjutor. Com a acolhida da renúncia de Dom José Alberto Moura ao governo da Arquidiocese pelo Papa Francisco, em 21 de novembro de 2018, coube a Dom João Justino pastorear esta Igreja Particular como seu terceiro Arcebispo Metropolitano. Curiosamente, ele foi o terceiro “João” a ser bispo nesta Igreja. O primeiro foi Dom João Antônio Pimenta. O segundo foi Dom Geraldo Majela de Castro, cujo nome de batismo era João. Assim, na senda de seus predecessores, em exatamente quatro anos e nove meses, Dom João pôde “dar testemunho da luz” (Jo 1,8b) neste chão sertanejo.

Nestes anos de testemunho, notou-se claramente o cumprimento de seu lema episcopal em sua missão. Dotado de um espírito missionário, percorreu todo o território arquidiocesano, dirigindo-se não apenas às matrizes paroquiais, como também às suas comunidades. Afinal, “onde há povo há razões para ser pastor”, já dizia o Servo de Deus Dom Luciano Mendes. Destarte, como o bom pastor que conhece as suas ovelhas (cf. Jo 10,14), Dom João Justino gostava de perguntar os nomes das pessoas por onde passava. Não era difícil ele retornar àquele lugar ou mesmo num dos encontros pastorais, ali direcionar sua palavra àquela pessoa, chamando-a afavelmente pelo seu nome. Seu cuidado de pastor era nítido, de modo, que quando visitava alguma paróquia, costumeiramente recordava o nome de todas as comunidades a ela pertencentes. Com sensibilidade pastoral, convocou a IV Assembleia Arquidiocesana de Pastoral, criou paróquias, redistribuiu as comunidades das paróquias da cidade de Montes Claros, criou foranias, assim como os Vicariatos para Ação Pastoral e Social; tudo num único desejo: reorganizar para melhor servir.

Zeloso com as vocações, incentivou a criação de duas comunidades propedêuticas: São Pio X em Bocaiuva e São João Paulo II em Ubaí. Além disso, fazia questão de lecionar em nosso Seminário Maior Imaculado Coração de Maria, num desejo de ter maior proximidade aos seminaristas, formadores e servidores. No Seminário estava sempre presente, celebrando a Eucaristia ou mesmo fazendo refeições com a comunidade formativa. Durante o seu ministério ordenou quinze presbíteros e, por último, cinco diáconos transitórios. Num olhar de compaixão, sensibilizou-se inúmeras vezes com os problemas de ordem social em nossa região. Muitas foram as iniciativas, especialmente no contexto pandêmico, em que não só mobilizou a Arquidiocese para arrecadar alimentos, como ofereceu um serviço de escuta para aqueles que se encontravam isolados devido à pandemia.

Parafraseando o autor sagrado (cf. Jo 21,25), se fossemos escrever tudo o que este homem-pastor “chamado João” (cf. Jo 1,6) realizou enquanto pastoreou esta Igreja, seriam necessários muitos livros. Durante o período em que ele exerceu, com voz profética, seu pastoreio, semeou com audácia a Palavra de Deus e, com o bom testemunho do seguimento a Cristo Bom Pastor, demonstrou que “não veio para ser servido, mas para servir” (Mt 20,28). Pois bem, iluminados pela Palavra de Deus poderíamos dizer: nestas terras norte-mineiras houve um homem enviado por Deus. Seu nome é João Justino. Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz (Cf. Jo 1,6-7).

Tendo exercido seu ministério em nossa Arquidiocese de Montes Claros, Dom João Justino agora irá pastorear uma nova seara. O sentimento que vem ao coração é o de gratidão pelo zeloso pastoreio realizado em nosso meio. “É tempo de ir, com esperança e amor, ao encontro daqueles a quem somos enviados, para servi-los” (Dom João Justino). Rogamos a Deus, por intercessão de Maria, Mãe da Igreja, que ilumine o ministério episcopal de tão zeloso pastor, a ser exercido na Arquidiocese de Goiânia.

Equipe Arquidiocese em Missão
Arquidiocese de Montes Claros

Artigos de Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Luz para os Meus Passos

AGENDA

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹out 2022› » 

REVISTA

 

ENQUETE

No ano em que realizaremos a IV AAP (Assembleia Arquidiocesana de Pastoral) a Diocese de Montes Claros comemora quantos anos de criação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...