Notícias

Compromisso com os mais necessitados: Hora de “abraçar” os pobres

Imagens: Gregório Ventura
Imagem: Gregório Ventura

No dia 20 de março um grupo de amigos saiu para doar álcool gel e sabonetes, preocupados com aqueles que não tinham “casa”. Corações onde campanhas como “fiquem em casa” não podem ressoar, ou seja, nossos irmãos em situação de rua. O grupo percebeu a aflição deles em relação à alimentação e higiene pessoal, pois as ruas ficariam desertas e os locais de alimentação fechados. Esta semana, os órgãos públicos ainda não tinham tomado atitudes em relação às pessoas necessitadas. A equipe formada pela casa de acolhimento Rosa Mística, Pastoral do Povo da Rua, Cáritas Arquidiocesana, Pastoral Social e outros voluntários promoveu no dia 21 e 22 de março, a doação de alimentos e auxílios que os irmãos desabrigados sentiam falta. O empresário Peu, da Vila 61, cedeu toda a alimentação, preparando e organizando nos marmitex. O que impulsionava era não deixar que sentissem fome, pois ela não esperava. Com o alimento ficariam mais fortes para enfrentar as situações adversas que afligem a saúde. No domingo, recebendo o marmitex celebravam com alegria por terem um almoço que saciaria, a cidade estava vazia e os voluntários podiam ouvir: “Deus olhou por nós”. Nos dias seguintes, a ação ainda continuou com os devidos cuidados por parte da equipe, sendo sinais vivos para que ninguém se sentisse abandonado. A Catedral de Montes Claros tem feito uma efetiva campanha para arrecadar estes alimentos e tem ajudado neste trabalho, tanto junto as pessoas em situação de rua como os pobres de maneira geral. Você pode fazer sua doação na secretaria!

Imagem: Gregório Ventura

Nas ruas encontram-se muitas dificuldades. Alguns não tinham se alimentado há dois dias, havia pessoas acima de 60 anos que precisavam de cuidados especiais e especialmente um senhor de 62 anos que estava comendo “folhas” na Matriz, por não ter outro alimento naquele dia. O Poder Público precisa assumir seu papel mais efetivo com urgência, pois tanto a fome como a contaminação do vírus não esperam. No sábado, dia 28 de março, o arcebispo dom João Justino fez uma reunião com todos os representantes deste trabalho voluntário, e reforçou a importância da missionariedade, além de propor uma articulação com o poder público para que o mesmo possa fornecer os marmitex e o grupo entregar diariamente nas ruas. Independente disto, a ação continua nos dias seguintes até efetivar o apoio da prefeitura. Ademais, outras medidas estão sendo realizadas e serão intensificadas junto à população de bairros mais pobres, onde as paróquias estarão envolvidas, porque existe muitos passando dificuldades neste momento. A presença da arquidiocese como sinal de esperança e amor nos remete a Campanha da Fraternidade 2020 “Fraternidade e vida: dom e compromisso”, respondendo a palavra “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele”.

Texto: Gregório Ventura – Casa de acolhimento Rosa Mística (Adaptado)

______________________________________
***Raphael Nery – Comunicação da Arquidiocese de Montes Claros

(38) 9 9725-1103 (38) 9 8423-8384 ou pelo e-mail: [email protected]

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Artigos de Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Luz para os Meus Passos

AGENDA

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 « ‹jul 2021› » 

REVISTA

 

ENQUETE

No ano em que realizaremos a IV AAP (Assembleia Arquidiocesana de Pastoral) a Diocese de Montes Claros comemora quantos anos de criação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...