Notícias

Congregação Filhas de Jesus – Meio século em Montes Claros

Na próxima sexta-feira, 13 de dezembro, às 9h30, na matriz de Nossa Senhora de Fátima, no bairro Delfino Magalhães, o arcebispo metropolitano, dom João Justino de Medeiros Silva, vai presidir a solene celebração do cinquentenário da Obra Social Nossa Senhora de Fátima em Montes Claros que culmina na chegada da Congregação das Filhas de Jesus. Por telefone, a encarregada da Obra Social Nossa Senhora de Fátima – Irmã Maria Antônia Mendes Prado – informou sobre as atividades desempenhada pela Congregação na cidade, há meio século. A religiosa forneceu dados importantes dessa caminhada missionária. Leia abaixo:

O INÍCIO: Na década de 1960, as Filhas de Jesus só trabalhavam em colégios no território brasileiro. Durante o Concílio Vaticano II havia chegado a Montes Claros o padre Henrique Munáiz, Jesuíta, que percebendo a situação do povo ao entorno do bairro Delfino Magalhães, pediu à Congregação das Filhas de Jesus a fundação de uma casa nesta cidade para ajudar na formação da comunidade que, naquela época, havia grande carência. O padre enviou várias cartas à madre provincial, Maria da Glória Vargas Neto, solicitando algumas irmãs para fazerem o trabalho da formação no bairro. O padre Henrique achava que as irmãs estavam demorando muito, contudo, foi preparando tudo para que quando elas chegassem, já pudessem trabalhar. Houve uma mobilização de colaboradores da comunidade construção da casa e aos poucos foi providenciando água, luz e tudo que era indispensável em um início.

A CHEGADA DAS IRMÃS: Foi no dia 28 de fevereiro do ano de 1969 que chegaram as irmãs: Ermínia Fernandes e Julieta Campos. Esta veio para fazer parte da comunidade e dar os últimos retoques antes da chegada das outras irmãs. Dia 02 de março de 1969, chegaram as irmãs: Anna dos Reis Muniz, Helena Casadio e Olmira Lacerda França, acompanhadas da provincial Maria da Glória Vargas Neto, que passou alguns dias acompanhando os passos de uma nova fundação ainda bem desconhecida, pois esta foi a primeira Obra Social das irmãs no Brasil.

CLUBE DE MÃES: Dona Nancy França Andrade, da L B A (Legião Brasileira de Assistência), veio ajudar a formar o Clube de Mães, onde elas ensinavam os trabalhos que podiam ajudar as pessoas da comunidade na renda familiar. Havia muitas mães tinham crianças pequenas ou ainda amamentavam e algumas grávidas, passando necessidades. O trabalho veio amenizar um pouco. Foi criado o materno infantil, onde as crianças tomavam um lanche pela manhã e outro pela tarde. Juntamente com a LBA foi formando vários cursos profissionalizantes para a qualificação profissional como, pedreiro, carpinteiro, eletricista, corte e costura e datilografia. Estas oficinas preparavam as pessoas para uma profissão e esses mesmos cursos eram de grande procura pela comunidade.

AMBULATÓRIO MÉDICO: No dia 10 de outubro de 1970, com a ajuda do Dr. Pedro Santos, foi inaugurado o ambulatório com um médico atendendo todos os dias pela manhã, um dentista que fazia atendimento duas vezes na semana e três enfermeiras atendendo diariamente, pois a procura era muito grande.

BUSCAPÉ: Em 1979, junto ao materno infantil, criou-se o Buscapé (nome dado a Obra no início de sua fundação), onde haviam duas turmas de crianças de cinco e seis anos. Terminadas essa fase de materno infantil, essas crianças eram encaminhadas para as escolas públicas. O Buscapé funcionou até a criação da então Escola Nossa Senhora de Fátima, no ano de 1993, quando foi legalmente estruturada. O bairro cresceu, se transformou e no entorno dele outros bairros surgiram.

IMPORTÂNCIA DOS LEIGOS: A Obra Social Nossa Senhora de Fátima, desde sua fundação, teve a colaboração de leigos que nos ajudaram muito. Hoje são dez turmas de crianças de dois a seis anos de idade, sendo divididas em cinco turmas no matutino e cinco no vespertino. São crianças carentes, que precisam de ajuda. Nós, Filhas de Jesus da comunidade local, continuamos trabalhando com diversos grupos para a formação e evangelização como pedia a Madre Cândida.

GRATIDÃO: Cinquenta anos já se passaram e aqui estamos, as Filhas de Jesus e os leigos, em missão, que vieram para colaborar. É um momento de gratidão! Agradecemos à Santa Cândida, que nos inspira o carisma, a Deus que vai chamando todas as pessoas que estão levando esta Obra adiante e pedimos à Maria que continue sendo a estrela de nossos caminhos. (Irmã Martha Maria dias de Assis, F.I)

Neste meio século, quais trabalhos desenvolveram? Através da educação humana – cristã da infância e da juventude, atendendo  famílias  de baixa renda desenvolvemos projetos sociais e socioprofissional atendendo adolescentes, jovens, adultos e idosos. Também a medicina alternativa na cidade de Porteirinha e em Montes Claros, desenvolvemos  a medicina complementar executado pelas Irmãs Filhas de Jesus.
Onde fica a casa de vocês? Fica localizada com sede na Av.: Neco Delfino, 363, no bairro Delfino Magalhães.
Vocês são quantas hoje em Montes Claros?  5 religiosas
Qual o Carisma de vocês? Quais ações sociais/obras sociais configuram o trabalho missionário das Filhas de Jesus? A missão educativa é um traço identificador da Congregação, um elemento que caracteriza nossa vocação desde o começo da fundação. A educação na fé tem o lugar principal em nossa missão. Esta missão para as Filhas de Jesus brota do chamado específico ao seguimento de Jesus. Ele, enviado ao mundo pelo Pai, veio salvar a todos e nos envia também, a anunciar o seu Reino.
A OBRA SOCIAL: A Obra Social Nossa Senhora de Fátima, desenvolve os serviços socioprofissionais objetivando levar adiante a missão de defender a vida, conforme o carisma da Congregação que é evangelizar através da educação. São oferecidos gratuitamente à comunidade o Serviço de Convivência e fortalecimento de Vínculos que é o Projeto Criança Integrada que atende 50 crianças de 06 a 10 anos através de uma ação de socialização infanto-juvenil  que reconhece a importância do desenvolvimento integral da criança. O Projeto Somando Habilidades, que atende 60 crianças e adolescentes. Uma iniciativa de atendimento socioeducativo em meio aberto através do esporte. Atende ao público específico em situação de vulnerabilidade e risco social. O Serviço de Qualificação Profissional contribui assim para inclusão produtiva e a capacitação ao mercado de trabalho do público da assistência social. Dentre eles oferecemos também a oficina de Artesanato que atende atualmente 15 alunos por turma e a oficina de Informática que atendemos a 45 alunos. A Obra Social Nossa Senhora de Fátima atende a promoção de 320 crianças de 02 a 06 anos, através da concessão de gratuidades integrais atendendo a todos, especialmente àquelas famílias que mais necessitam, trabalhando o acolhimento, a escuta,o diálogo,a orientação, o acompanhamento e apoio numa relação primordial entre família/escola.

Na próxima edição da revista Clarão do Norte você vai conhecer pessoas que tiveram suas vidas transformadas a partir do trabalho das irmãs. Não perca!

Fotos – Arquivo da Congregação

_______________________________________________________________________________

***Viviane Carvalho – Jornalista / Assessora de Comunicação e Imprensa da Arquidiocese de Montes Claros – MG  Contato: (38) 9905-1346 (38) 9 8423-8384
e-mail: [email protected]

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Artigos de Dom João Justino

Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Luz para os Meus Passos

AGENDA

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹mar 2021› » 

REVISTA

 

ENQUETE

No ano em que realizaremos a IV AAP (Assembleia Arquidiocesana de Pastoral) a Diocese de Montes Claros comemora quantos anos de criação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...