Mês Missionário Notícias Notícias Missionário

Dia do Nascituro é tema de entrevista com professora de Bioética

Entrevista com a professora Anamaria de Souza Cardoso irá conduzir reflexão sobre o Dia do Nascituro, dentro da programação da Semana da Vida na Arquidiocese de Montes Claros. O bate papo será no Programa “Em Família”, no dia 08 de outubro, às 16h, na Programação da Associação Bom Pastor – Rádio Terra, e poderá ser acompanhada também pelo Facebook e Youtube da Arquidiocese.

Anamaria de Souza Cardoso. Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Montes Claros. É doutora em Ciências Biológicas, pela Universidade Federal de Ouro Preto (2009). No Instituto Santo Tomás de Aquino (ISTA) é professora de Bioética para o curso de Teologia, pelo Seminário Arquidiocesano Imaculado Coração de Maria. No Centro Universitário UNIFIPMoc, atualmente leciona nos cursos de Psicologia e Medicina.

Semana Nacional da Vida 2020

Vida: dom e compromisso”. Assim como a proposta da Campanha da Fraternidade 2020, a Semana Nacional da Vida (SNV) deste ano quer dar destaque ao valor da vida humana, como dom de Deus, e à necessidade de promover o cuidado deste dom desde a concepção até o seu fim natural. De 1º a 7 de outubro, a Igreja no Brasil celebra a Semana Nacional da Vida, culminando com o Dia do Nascituro, no dia 8.

A SNV foi instituída, em 2005, durante a 43ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O Dia do Nascituro é dedicado às crianças que são gestadas nos ventres de suas mães. A data celebra o direito à proteção da vida, à saúde, à alimentação, ao respeito e a um nascimento sadio. O objetivo é suscitar a consciência do sentido e valor da vida humana em todos os seus momentos.

Neste ano, o tema da Semana Nacional da Vida retoma a Campanha da Fraternidade ‘Vida: dom e compromisso’. Somos convidados a viver, cada dia dessa semana, com disposição interior de levarmos o Evangelho da Vida aos corações que precisam de cuidado e atenção”, motiva o bispo de Rio Grande (RS) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da CNBB, dom Ricardo Hoepers.

Contexto de crises

Para o bispo, a busca pela superação de uma crise sanitária e social, na atualidade, soma-se a uma crise moral: “O Papa São João Paulo II já apontava uma causa de toda essa crise moral: um ataque desenfreado contra a família, a célula da sociedade, o santuário da vida. A família ‘é o lugar onde a vida, dom de Deus, pode ser convenientemente acolhida e protegida contra os múltiplos ataques que está exposta e pode desenvolver-se segundo as exigências de um crescimento humano autêntico’ (São João Paulo II, Centesimus annus, 39). Com a crise da família, a sociedade toda entra em colapso”.

Mobilizações

A Semana Nacional da Vida é momento de oração, celebração, partilha e sensibilização das comunidades e da sociedade para os valores da vida e da família, destaca dom Ricardo. Em todo o país as dioceses, paróquias e comunidades são motivadas a promoverem atividades voltadas ao debate sobre os cuidados, proteção e a dignidade da vida humana.

“Seja criativo, organize na sua diocese iniciativas que ajudem as pessoas a se tornarem mais promotoras da vida com o compromisso de que a vida é dom de Deus e nós temos que cuidar desse grande dom que recebemos, desde a concepção até o seu fim natural”.

Dom Ricardo Hoepers

Neste contexto de pandemia, a proposta é que sejam utilizadas as ferramentas digitais para, por exemplo, videoconferências com legisladores ou outras autoridades sobre a temática da vida e a realização de lives com especialistas. Tais ações, “podem fazer com que muitas pessoas sejam atraídas para as proposições e demandas da Igreja”, de acordo com o assessor da Comissão para a Vida e a Família e secretário executivo da Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF), padre Crispim Guimarães.

Subsídio com encontros

A CNPF oferece a cada ano o subsídio Hora da Vida, com encontros celebrativos e de reflexão sobre a temática da vida. No material, oferecido gratuitamente neste ano, há roteiros para os encontros da Semana Nacional da Vida e propostas de celebração para o Dia do Nascituro e para o dia de São Lucas, padroeiro dos médicos, celebrado em 18 de outubro.

Dia do Nascituro

A celebração conhecida como Dia do Nascituro foi decisão dos bispos do Brasil, durante  43ª Assembleia Geral da CNBB, no ano de 2005, em Itaici (SP). A data instituída no calendário da Igreja no Brasil busca celebrar a vida desde o ventre materno. O momento é importante para suscitar a reflexão sobre o valor da vida. São ocasiões para que a Igreja continue afirmando sua posição favorável à vida desde o seio materno até o seu fim natural, bem como a dignidade da mulher e a proteção das crianças.

Fonte: CNBB

_______________________________________________

***Fabíola Lauton – Comunicação da Arquidiocese de Montes Claros – (38) 9 9957-3961 / (38) 9 8423-8384 ou pelo e-mail: [email protected]

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Artigos de Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Luz para os Meus Passos

AGENDA

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹out 2021› » 

REVISTA

 

ENQUETE

No ano em que realizaremos a IV AAP (Assembleia Arquidiocesana de Pastoral) a Diocese de Montes Claros comemora quantos anos de criação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...