Notícias

Diáconos celebram década e primeiro ano na Arquidiocese

diaconatoDiáconos Permanentes de Montes Claros celebram uma década e primeiro ano de ordenados.

Foi realizada ontem na Paróquia São Pedro Apóstolo, bairro Morada do Parque em Montes Claros, missa em ação de graças pelos dez anos de ordenação diaconal da 2ª turma de Diáconos Permanentes da Arquidiocese de Montes Claros e primeiro ano dos novos diáconos.

Presidiu a Celebração Eucarística, Dom José Alberto Moura, arcebispo metropolitano. Concelebrou com ele, Dom João Justino de Medeiros Silva, arcebispo coadjutor e os padres Alvimar de Souza e Adailton Costa.

Geraldo Magelo de Abreu é natural da cidade de Mercês, Zona da Mata. Casado há 27 anos com Selma, o pai de Arthur e Isabela Abreu recebeu o ministério do 1º Grau da Ordem pela imposição das mãos de Dom José Moura. Ao relembrar a ordenação falou da gratidão e alegria por realizar essa vocação diariamente.  “Atender ao chamado de Deus servindo a igreja como homem casado, pai de família é uma graça muito grande para mim que posso viver essa dupla sacramentalidade que é o matrimônio e o 1º grau da ordem”. Ainda encantado com as palavras de Dom José durante a celebração rememorou: “Quando Dom José nos pediu para ir às periferias e estar no meio do povo, me veio à memória e no coração, o desejo do nosso Papa Francisco  que diz: “A igreja deve ser um hospital de campanha”, então se ele diz isso, nós diáconos deveremos ser aqueles que carregam a maca”.

Agradecido pelos irmãos de diaconato, pela compreensão dos padres e o carinho dos arcebispos, Magelo reconhece que são seria diácono se não houvesse a compreensão da família e da comunidade. “O diácono sem comunidade não exerce plenamente sua missão ao que foi ordenado. Somos preparados para ajudar a comunidade e aprendemos no dia a dia muito mais com cada realidade que vivenciamos. É isso que me dá força para continuar sendo o servo, o pai, o marido que procuro ser”.

“Foi um ano de muitas bênçãos em minha vida! Está disponível para servir a Deus e a Igreja, como discípulo missionário e cidadão do mundo, não deixa de ser um grande desafio. Mas, o diácono é mais importante por aquilo que ele é, do que pelo serviço que faz. Por isso, é necessário ter muito equilíbrio para dosar, adequadamente, o tempo para, também, poder dedicar a mãe, a esposa, os filhos, a família, a casa e aos amigos. Além disso, o diácono obtém os recursos financeiros para sua subsistência, através do seu trabalho, fora da igreja. Por isso, além do serviço a Deus e a Igreja, devemos ser testemunhas de Cristo no mundo! Endossou Giovani Siervi Andrade, um ano de ordenado.

No final da celebração a comunidade de São Pedro recepcionou  todos os que foram à missa servindo caldos, sucos e salgados.

Em junho próximo, a primeira turma dos diáconos ordenados em Montes Claros, fará 16 anos. Ao todo, 44 homens casados são diáconos na Arquidiocese de Montes Claros.

_________________________________________________________
***Viviane Carvalho – Assessoria de Imprensa Arquidiocese de Montes Claros (38 Vivo) 9905-1346 (38 claro) 8423-8384 ou pelo e-mail: [email protected]

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Artigos de Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Luz para os Meus Passos

AGENDA

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹out 2021› » 

REVISTA

 

ENQUETE

No ano em que realizaremos a IV AAP (Assembleia Arquidiocesana de Pastoral) a Diocese de Montes Claros comemora quantos anos de criação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...