Artigos

Documento 109 : DIRETRIZES DA IGREJA DO BRASIL – 2019-2023

Documento 109: DIRETRIZES DA IGREJA DO BRASIL – 2019-2023
COMUNIDADE E MISSÃO
As palavras chave para o estudo e a aplicação das CGAE 2019-2023 da CNBB (D 109) são COMUNIDDE e MISSÃO. Construir comunidades cristã, maduras na fé, é, então, a meta de toda a Igreja. Isto porque a vida comunitária é terreno fértil para o anúncio e o encontro com Jesus Cristo. Nosso empenho. Nossa missão! A vida em comunidade interpela o individualismo onipresente hoje em dia, o subjetivismo que coloca o eu como parâmetro da verdade e o egoísmo que gera a cultura da morte e dela se alimenta. Deste modo, a aplicação das Diretrizes para a ação evangelizadora no Brasil tem como ponto de partida e referência principal a comunidade (cf. n. 128).

As Diretrizes, sem qualquer dúvida, forma elaboradas para ajudar a Igreja no Brasil a responder os desafios de ações evangelizadoras num Brasil cada vez mais urbano. Desafios os mais diversificados. De toda a espécie. E as Diretrizes tentam dar-lhes resposta sempre mais inculturada, bem do jeito de nosso povo, destacando a centralidade das comunidades eclesiais missionárias, com a imagem da Casa, sustentada por quatro pilares. E neste esforço conjunto, apela para conversão pastoral como condição necessária. A conversão pastoral, por sua vez implicará a criação dessas pequenas comunidades eclesiais missionárias, que juntas integrarão a comunidade paroquial e oferecerão os meios adequados para a crescimento da fé, para o fortalecimento da comunhão fraterna, o engajamento na missão e para a renovação da sociedade (cf. n. 33).

Pequenas comunidades eclesiais missionárias (CEM) que sejam 1)  Casa da Palavra, lugar da iniciação à vida cristã, da animação bíblica da vida e da pastoral; 2)  Casa do Pão, lugar da vivência litúrgica e da espiritualidade cristã; 3) Casa da Caridade, lugar do serviço à vida digna e plena de filhos de Deus; 4) Casa da Ação Missionária, onde todos se sintam em estado permanente de missão, chamados e enviados pelo Senhor a trabalhar na messe(n.88-120).

Na Igreja do “vinde e do ide”, em que o Jesus que chama é o mesmo que envia, chamando para estar com Ele, para depois enviar em missão, (cf. Mc 3,13-14) não se pode separar vida em comunidade e ação missionária. As primeiras comunidades buscaram acolher esta integração entre experiência comunitária e ação missionária. (cf. Atos)

Enfim, podemos afirmar ser o “objetivo específico” das DGAE, renovar nossas forças missionárias para cumprir a nossa tarefa de Discípulos Missionários, anunciadores do Reino – Projeto Divino de vida digna e salvação para todos – até a plenitude, vivendo na realidade cada vez mais urbana do Brasil, o testemunho da fraternidade e solidariedade, de modo afetivo e efetivo, acolhedor e eficaz, iluminados e compromissados pela opção pelos pobres. E, deste modo, contribuir para qualificar nossa cidadania na tarefa permanente de construção de uma sociedade baseada em valões evangélicos, num mundo renovado, onde todos possam ter voz e vez, em harmonia com a natureza.

Isto só se dará na medida em que sendo fiéis a Jesus Cristo, procurarmos renovar o nosso encontro pessoal e comunitário com Ele, através de uma conversão de vida, que leve ao discipulado, gere comunidade impelindo a sair em missão. (cf. DAp 278). E isto por uma decisão de deixar-se encontrar por Ele, pois, “a vida que Jesus nos dá é um história de amor, um história de vida que quer se misturar com a nossa e criar raízes na terra de cada um” ( ChV n. 252).

Artigo de autoria do Monsenhor Geraldo Tolentino
Paróquia Sagrado Coração de Jesus
Vila Mauricéia / Montes Claros

 

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Artigos de Dom João Justino

Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Luz para os Meus Passos

AGENDA

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹mar 2021› » 

REVISTA

 

ENQUETE

No ano em que realizaremos a IV AAP (Assembleia Arquidiocesana de Pastoral) a Diocese de Montes Claros comemora quantos anos de criação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...