Notícias

Dom José ordenará religioso mercedário neste sábado.

A Ordem de Nossa Senhora das Mercês, ou (Ordem das Mercês), fundada por são Pedro Nolasco em 1218 para visitar e libertar os cristãos aprisionados pelos muçulmanos e que corriam risco de perder a fé está celebrando este ano 800 anos de fundada. E neste ano jubilar, Frei Rafael Gomes dos Santos se tornará um mercedário por imposição das mãos de Dom José Alberto Moura, às 9h na Igreja de São Geraldo, pertencente à Paróquia São Norberto em Montes Claros. Há mais de oito anos fora de Montes Claros, o filho de Paulo Ferreira e Ana Maria, Frei Rafael, nascido nesta cidade no dia 30/08 do ano de 1986 no hospital São Lucas regressa para confirmar sua vocação religiosa.

Ele é o mais velho de três irmãos. Estudou o Ensino Fundamental na Escola Municipal Mestra Fininha e o Ensino Médio na Escola Estadual Antônio Canela. Foi batizado no ano 1986 na paróquia São Norberto, tendo crescido na caminhada eclesial na comunidade São Geraldo, onde fez as etapas de catequese e foi crismado.

Em 2005, com 18 anos, iniciou o curso de Geografia na Unimontes, formando-se em 2009. No mesmo ano fez encontros vocacionais na Ordem das Mercês. Um ano depois ingressou na Ordem no dia 17 de fevereiro. Cursou a filosofia em Brasília DF, em três anos. Em seguida, fez noviciado em Salvador/BA. Concluiu a formação inicial em São Paulo, onde cursou a teologia durante 4 anos. Fez sua profissão solene a 21 de outubro de 2017, em São Paulo/SP e foi ordenado diácono em 22/10/2017. Hoje, retorna à sua comunidade de origem para partilhar o momento decisivo de sua Ordenação Sacerdotal.

Sobre a Ordem das Mercês: PRIMEIRA REDENÇÃO-1203

Sabemos que a fundação da Ordem das Mercês só ocorreu no ano de 1218, portanto, quinze anos após esta data. O que o ano de 1203 tem de tão importante para a história da Ordem das Mercês? Parece bem aprazível dizer que a história da Ordem das Mercês começa na verdade neste ano de 1203, ou melhor, a história de compromisso e serviço do Jovem (Pedro Nolasco) que depois se tornaria um grande imitador de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Sabemos que a fundação da Ordem das Mercês só ocorreu no ano de 1218, portanto, quinze anos após esta data. O que o ano de 1203 tem de tão importante para a história da Ordem das Mercês? Parece bem aprazível dizer que a história da Ordem das Mercês começa na verdade neste ano de 1203, ou melhor, a história de compromisso e serviço do Jovem (Pedro Nolasco) que depois se tornaria um grande imitador de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Com a utilização desta data queremos dizer que nosso fundador, Pedro Nolasco, não começou o seu trabalho de redimir cativos no ano de 1218, mas que a esta data corresponde a fundação da Ordem, fato que foi bem aceito pelo rei e pelo bispo porque Pedro Nolasco com alguns companheiros já redimiam cativos desde o ano de 1203.

Donde encontramos esta afirmação? Um canônico chamado Pedro Oller é quem nos fornece essa informação tão importante. Em seu escrito aparece Pedro Nolasco redimindo cativos já no ano de 1203. Por essa data Pedro Nolasco já tinha mais de vinte anos.

Maior de idade, Pedro Nolasco, pode tocar à frente o trabalho de seu pai como comerciante ou mercador. Será essa mesma profissão que permitirá a Pedro Nolasco o contato com outras culturas e com os cristãos cativos. É a partir do contato, da experiência concreta com os cativos que Pedro Nolasco sente que o Evangelho deve se tornar carne em suas carnes. Ele tem contato com os cristãos que, por causa da fé em Cristo Jesus, estavam aprisionados. Nolasco compartilhava com os cativos uma coisa: a mesma fé. E é justamente por causa da fé (para que os cativos não perdessem a fé) que Pedro Nolasco se sentirá impulsionado a fazer alguma coisa por eles. A única forma de conseguir a libertação desses cristãos cativos era comprando-os.

Assim Pedro Nolasco faz: compra os cristãos que estavam no cativeiro por causa da fé para poder conceder-lhes a liberdade. Neste primeiro momento Pedro Nolasco e seus companheiros redimiam os cativos com suas próprias economias e seguirá fazendo esta bela obra, ou podemos dizer, fortalecendo suas convicções interiores durante quinze anos. São esses primeiros quinze anos que darão a força necessária para a frondosa árvore de Nolasco continuar vigorosa e desempenhando sua missão dentro da Igreja.
A vida de Pedro Nolasco mudou completamente desde o momento que ele tomou contato com os cristãos cativos. Foi justamente este fato que proporcionou a fundação da Ordem no ano de 1218.

PRIMEIRA VINDA DOS MERCEDÁRIOS AO BRASIL- 1639 Os Religiosos Mercedários chegam ao Brasil. No campo social, várias creches em todas as suas comunidades. Conta com 32 religiosos sacerdotes, dos quais 14 espanhóis, 18 brasileiros, 2 diáconos, também brasileiros, 5 aspirantes, 16 postulantes na Filosofia, 6 noviços e 14 professos de votos simples no Teologado. Tem um bispo diocesano, em exercício nas missões e um emérito, em Salvador-BA. As associações Leigas Mercedárias (AlMs), substituído as anteriores Confrarias, promovem Congressos com a participação também dos religiosos e religiosas dos três ramos mercedários, atuantes no Brasil. Publica-se a Revista “Mercê” antes “Horizontes Mercedários”, como meio de divulgação e informação. A Província Mercedária do Brasil, recebe como Patrono  São Raimundo Nonato.

____________________________________________________________
***Viviane Carvalho – Assessoria de Imprensa Arquidiocese de Montes Claros
Contatos: (38 Vivo) 9905-1346 (38 claro) 8423-8384 e-mail: [email protected]

 

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Artigos de Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Luz para os Meus Passos

AGENDA

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 
 « ‹set 2022› » 

REVISTA

 

ENQUETE

No ano em que realizaremos a IV AAP (Assembleia Arquidiocesana de Pastoral) a Diocese de Montes Claros comemora quantos anos de criação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...