Notícias

Esperança para o Norte de Minas

A Fazenda da Esperança e a Arquidiocese de Montes Claros (MG) vão abrir duas comunidades para o acolhimento de dependentes químicos; uma masculina em Berizal e uma feminina em Taiobeiras, ambas no Norte do Estado de Minas Gerais. Às 9h do próximo dia 15 de outubro será a acolhida dos participantes na unidade masculina que fica no Km 37 da Estrada Berizal-Mirandópolis. Em seguida, o Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese de Montes Claros, Dom José Alberto Moura, vai presidir Missa e cerimônia de inauguração. Ainda na manhã do dia 15 será abençoada e inaugurada a comunidade feminina, no Povoado Umbuzeiro (Mirandópolis), em Taiobeiras.

Todos os interessados da região são convidados a participar dos dois eventos, que vão contar também com a presença dos fundadores da comunidade.

Missão – Neste período que antecede as aberturas, dois grupos percorreram escolas, paróquias, comunidades e instituições para divulgar a inauguração das duas Fazendas da Esperança nas cidades da região. Este período é chamado de “Missão” e ele é organizado – e feito, na maior parte dos casos – por jovens que passaram um ano como acolhidos em outras unidades e decidiram voluntariamente colaborar na inauguração de uma nova Fazenda.

Durante a Missão, os jovens escrevem relatórios a respeito das atividades. Um dos primeiros escritos, eles destacaram os primeiros trabalhos. “Comparecemos todos à Missa de envio, na Paróquia São Sebastião, Matriz de Taiobeiras, onde nos apresentamos à comunidade local, que nos acolheu de forma calorosa. Eles foram muito receptivos”.Além da divulgação, os(as) jovens se dedicam na preparação final das casas que vão receber os futuros acolhidos. Em alguns casos, precisam reformar as casas, pintá-las, preparar um jardim, entre outros pequenos reparos.

Fazenda da Esperança – Em 1983, um jovem de 17 anos, natural de Guaratinguetá (SP), Nelson Giovanelli, todos os dias, quando voltava da missa, ele passava por uma esquina onde outros tantos jovens se drogavam. Na Igreja ele ouvia Frei Hans pregar sobre a importância de amar os excluídos da sociedade. Motivado por aqueles ensinamentos, Nelson tomou coragem e se aproximou dos jovens.

Uma semana depois, Antônio – um daqueles jovens – pediu ajuda porque queria deixar de fumar maconha para não ver mais sua mãe sofrer. Logo vieram outros pedirem ajuda. Eles ganharam uma Fazenda no bairro Santa Edwiges e ali começou a experiência de recuperar dependentes químicos.Cinco anos depois, num apartamento do bairro do Pedregulho, também em Guaratinguetá, iniciou-se o acolhimento de mulheres, feito por Lucilene Rosendo e Iraci Leite, as primeiras voluntárias a se dedicarem nessa experiência.

Até 2007, existiam aproximadamente 45 Fazendas. Naquele ano o Papa Bento XVI veio ao Brasil, em Aparecida (SP), e Frei Hans o convidou pessoalmente para conhecer a Fazenda da Esperança no bairro Pedrinhas, em Guaratinguetá. Ele foi, falou aos jovens, ouviu-os e num gesto de carinho caminhou entre eles.

A projeção da visita do Papa fez com que aumentassem muito as doações de terra para abertura de novas Fazendas da Esperança. Atualmente existem 117 comunidades espalhadas por 17 países, tanto para homens, como para mulheres. Em todas as casas são acolhidos mais de 2.500 jovens.

Por trás das Fazendas existe um grupo chamado Família da Esperança, uma Associação Internacional de Leigos reconhecida pela Igreja. Dele fazem parte cerca de 700 pessoas, sejam casados ou solteiros, que se dedicam integralmente aos jovens.

A Fazenda nasceu em berço católico e seus membros vivem essa prática, mas acolhe pessoas aprisionadas nos vícios, independente da convicção religiosa.

Fonte: Texto, Fotos e Informações: Evandro Moreira – Jornalista da Fazenda da Esperança. Contato para Entrevistas: 12-3128 8919 falar com a Adriana ou pelo celular 12  99792-0992

____________________________________________
***Viviane Carvalho – Assessoria de Imprensa Arquidiocese de Montes Claros (38 Vivo) 9905-1346 (38 claro) 8423-8384 ou pelo e-mail: [email protected]

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Artigos de Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Luz para os Meus Passos

AGENDA

REVISTA

 

ENQUETE

No ano em que realizaremos a IV AAP (Assembleia Arquidiocesana de Pastoral) a Diocese de Montes Claros comemora quantos anos de criação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...