Notícias

Mobilização marca 4ªfeira em Moc

Sindicatos, polícias e movimentos sociais se unem novamente e indignam-se contra reforma trabalhista e da Previdência

A classe média tem que parar de pensar que é rica e a classe pobre tem que parar de pensar que é média por causa de benefícios governamentais. A luta é clara e é de classe: grande burguesia (o patrão Estado) e trabalhadores (o proletariado). Dessa maneira, manifestante se posicionou durante protesto encerrado em frente à Agência do Banco do Brasil da Avenida Coronel Prates contra o reformismo do trabalhismo e da Previdência Social, acontecido no dia de ontem, quarta-feira (15/03), em Montes Claros-MG.

Depois de paralisados desde 2003 com as benesses do governo endireitado do Partido dos Trabalhadores de Luís Inácio Lula da Silva e do Partido Liberal (hoje Partido da República) de José Alencar Gomes da Silva, sindicatos, polícias e movimentos sociais acordaram para a realidade e voltaram a se unir com indignação contra as reformas neoliberais do governo de extrema Direita eleito em 2010 do lulo-petismo em parceria com o Partido do Movimento da Democracia Brasileira.

Sindicato dos Servidores da Polícia Civil, Sindicato dos Comerciários, Sindicato das Telecomunicações, Sindicato da Saúde, docentes da Universidade Estadual de Montes Claros, trabalhadores da notícia, professores da rede estadual e municipal de educação, assistentes sociais, movimentos sociais como o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, Centro de Agricultura Alternativa do Norte de Minas, Cáritas Arquidiocesana de Montes Claros e Pastoral da Terra se reuniram na histórica e privatizada Praça da Estação de Montes Claros, sob o sol quente da cidade e da estátua do ministro Francisco Sá, que em 1921 participou da inauguração da Estação Ferroviária Central do Brasil no município norte-mineiro, considerado pelo médico e historiador Hermes Augusto de Paula como o maior dia da história da cidade, para se revoltar contra o caos que se tornou o Brasil enlameado por inacabáveis escândalos de corrupção de colarinho branco. É urgente reinventar este país.

Texto e foto enviado por João Renato Diniz Pinto – Jornalista 

_________________________________________________________________________
***Viviane Carvalho – Assessoria de Imprensa Arquidiocese de Montes Claros (38 Vivo) 9905-1346 (38 claro) 8423-8384 ou pelo e-mail: [email protected]

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Artigos de Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Luz para os Meus Passos

AGENDA

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹out 2021› » 

REVISTA

 

ENQUETE

No ano em que realizaremos a IV AAP (Assembleia Arquidiocesana de Pastoral) a Diocese de Montes Claros comemora quantos anos de criação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...