Notícias

Nova beata brasileira: Vaticano informa data da beatificação de Benigna Cardoso da Silva

O bispo diocesano de Crato (CE), dom Gilberto Pastana, anunciou, na última terça-feira, 21, que recebeu a confirmação da data de beatificação de Benigna Cardoso da Silva, a Menina Benigna. No próximo dia 21 de outubro, a catedral de Nossa Senhora da Penha, em Crato, vai receber a celebração que dará à Serva de Deus a marca de primeira beata nascida no Ceará. “Essa data já será marcada no calendário, inclusive litúrgico, como da beatificação da Menina Benigna e Serva de Deus, Benigna Cardoso da Silva”, disse dom Pastana durante programa na rádio Educadora do Cariri. O rito vai contar com a presença de um representante do Papa Francisco, o prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, cardeal Angelo Becciu.

A história da Menina Benigna: Benigna Cardoso da Silva nasceu em 15 de outubro de 1928, em Santana do Cariri (CE). É considerada “heroína da castidade”, por conta da forma como foi morta, resistindo ao assédio de Raul Alves, um rapaz que a pediu em namoro e, após rejeição, começou a persegui-la até que em 24 de outubro de 1941 tentou surpreendê-la e a atacou com um facão diante da nova negativa. “Ela morreu por uma causa, ela deu a vida por uma causa, explicitamente comprovada. Ela preferiu morrer para não pecar, por isso ela é a ‘heroína da castidade’. Ela é um exemplo de virtude cristã para todos aqueles que querem ser discípulos do Senhor”, comentou dom Gilberto. O anúncio, feito exatamente nove meses antes da beatificação, já dando início às preparações ao rito. Em nível diocesano, já está confirmada para a terceira semana do mês de agosto um período de recordação e testemunho da Serva de Deus.

Ao bispo diocesano, segundo as normas da constituição apostólica Divinus Perfectionis Magister, promulgada pelo Papa João Paulo II em 1983, compete o direito de continuar investigando sobre a vida da Serva de Deus e os possíveis milagres para prosseguir com o processo de canonização. “Vamos primeiro celebrar a beatificação e depois começa o processo de canonização. Temos que percorrer todo um caminho que é um pouco diverso do caminho da beatificação”, finalizou Dom Gilberto.

Fonte: CNBB

_________________________________________
***Viviane Carvalho – Jornalista / Assessora de Comunicação e Imprensa da Arquidiocese de Montes Claros – MG  Contato: (38) 9905-1346 (38) 9 8423-8384  e-mail: [email protected]

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Artigos de Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Luz para os Meus Passos

AGENDA

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 « ‹jul 2021› » 

REVISTA

 

ENQUETE

No ano em que realizaremos a IV AAP (Assembleia Arquidiocesana de Pastoral) a Diocese de Montes Claros comemora quantos anos de criação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...