Notícias

O Bento – Terra da Gente

Ecologia é tema do encerramento da Assembleia do Regional Leste 2 da CNBB.  Durante o encerramento da Assembleia do Regional Leste 2 da CNBB, nesta quinta-feira, 10 de novembro, foi apresentado o documentário O Bento – Terra da Gente, uma produção da pela TV Horizonte, emissora da Rede Catedral de Comunicação Católica, que retrata, um ano após o desastre, a vida das pessoas afetadas pelo rompimento da Barragem de Fundão, em Mariana (MG). O documentário mostra como a fé e a devoção de um povo são capazes de manter a união e a esperança de reconstruírem suas vidas.

O padre Geraldo Martins, da Arquidiocese de Mariana, contextualizou o tema central da Assembleia a Exortação Apostólica Amoris Laetitia, do Papa Francisco, que trata, principalmente, do amor na família, com a situação das mais de 500 pessoas que ficaram desabrigadas após o rompimento da Barragem. De acordo com o padre Geraldo, as famílias estão recebendo acompanhamento espiritual da Arquidiocese de Mariana, para que se fortaleçam na fé. Também contam com o apoio de grupos que se organizam para defender seus direitos. “Depois  de um ano, a situação ainda é difícil. Estas famílias precisam ser reassentadas. Elas perderam todos os bens materiais. Mas o que mais nos preocupa é o cuidado com a saúde física e mental. O preconceito e a discriminação também são aspectos cruéis. São pessoas simples, que precisam recomeçar”.

A Assembleia teve início pela manhã, com uma Missa na capela da casa de Retiro São José, em Belo Horizonte. Em seguida, foram formados grupos, divididos por províncias eclesiásticas, para alinhar assuntos pastorais, falar sobre os desafios de cada Arquidiocese e diocese no que diz respeito à Exortação Apostólica Amoris Laetitia. As conclusões sobre o tema central, debatidas no segundo dia do evento, serão compiladas pelo Regional Leste 2, e posterirormente enviadas às arquidioceses e dioceses.

Representando a Pastoral da Sobriedade, Maria da Penha Martins, que participa da Assembleia pela quarta vez, ressaltou a importância de se discutir questões sobre as famílias, principalmente nas pastorais, para um trabalho conjunto ainda mais eficaz. “Hoje já trabalhamos em sintonia com as pastorais Familiar, Catequese e Juventude. E esperamos reunir outras pastorais para que possamos estar cada vez mais próximos das famílias, auxiliando do que for preciso”.

Participaram da Assembleia, mais de 140 pessoas, entre arcebispos, bispos, padres e leigos das 32 arquidioceses e dioceses de Minas Gerais e do Espírito Santo.

A Arquidiocese de Montes Claros estava representada na Assembleia por: Dom José Alberto Moura, Padre Aylton Lopes, Pe. Raimundo Donado e Sônia Gomes (leigos)

Fonte: Arquidiocese de BH

________________________________________
***Viviane Carvalho – Assessoria de Imprensa Arquidiocese de Montes Claros (38 Vivo) 9905-1346 (38 claro) 8423-8384 ou pelo e-mail: [email protected]

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Artigos de Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Luz para os Meus Passos

AGENDA

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 
 « ‹nov 2021› » 

REVISTA

 

ENQUETE

No ano em que realizaremos a IV AAP (Assembleia Arquidiocesana de Pastoral) a Diocese de Montes Claros comemora quantos anos de criação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...