Notícias PUBLICAÇÕES

O testemunho da fé pascal!

São sábias e repetidas as palavras do Papa Paulo VI: “O homem contemporâneo escuta com melhor boa vontade as testemunhas do que os mestres, ou então se escuta os mestres, é porque eles são testemunhas” (Evangelii nuntiandi, 41). O texto da Carta aos Hebreus apresenta no capítulo 11 a fé exemplar dos antigos: “Foi pela fé que Abraão, respondendo ao chamado, obedeceu e partiu para uma terra que devia receber como herança, e partiu sem saber para onde ia” (11, 9). É uma referência ao testemunho de fé de Abraão.

Valham aqui, as palavras de Santo Agostinho quanto ao símbolo da fé, ou Credo, citadas pelo papa Bento XVI: “O símbolo do santo mistério, que recebestes todos juntos e que hoje proferistes um a um, reúne as palavras sobre as quais está edificada com solidez a fé da Igreja, nossa Mãe, apoiada no alicerce seguro que é Cristo Senhor. E vós o recebestes e o proferistes, mas deveis repeti-lo nos vossos leitos, pensar nele nas praças e não o esquecer durante as refeições; e, mesmo quando o corpo dorme, o vosso coração continue de vigília por ele” (Porta Fidei 9).

E nós, batizados cristãos? Nesta etapa da história, como poderíamos formular nosso testamento de fé? O que a fé tem operado em cada um de nós a tal ponto de sermos capazes de dizer: foi pela fé que eu…

Ao recitar o Símbolo não deixe de se perguntar: Como testemunho a fé pascal?

+ João Justino de Medeiros Silva

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário