Notícias

Porta Santa é fechada na Catedral

No dia dedicado à Festa de Cristo Rei do Universo, dia da Consciência Negra foi celebrado também o encerramento do Ano Santo da Misericórdia na Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida. A solene celebração foi presidida pelo Arcebispo Dom José Alberto Moura. Antes dos ritos iniciais, Padre Valdomiro Soares explicou aos fiéis a importância do Ano Santo e como se daria do fechamento simbólico da Porta Santa.  “Com certeza esse ato nos levará a recordar e lembrar a cada um de nós,  que assim como diz nosso Papa, a verdadeira porta é Jesus, e é através dEle que devemos passar todos os dias. Ao fechar a porta logo mais, neste ano Santo da Misericórdia a Igreja nos convoca também a abrir todas as portas, sobretudo as do coração para irmos até à periferia humana, onde está nosso irmão mais necessitado”, explicou. Em seguida, convidou que todos ficassem de pé para receberem a equipe celebrativa da noite.

Durante procissão de entrada, dom José trouxe em suas mãos a imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida que ficará permanentemente na Catedral que a tem como padroeira.

“Vamos contemplar um Rei, sobretudo neste dia quando encerramos o ano Santo da Misericórdia”, disse dom José, chamando a atenção de todos: “Mas que Rei é este, coroado não com coroa de ouro, mas de espinhos? Um Rei que pediu do alto da Cruz o perdão ao Pai – “Pai perdoai-lhes, eles não sabem o que estão fazendo”. Irmãos e irmãs, Paulo nos lembra que Jesus veio reconciliar todas as criaturas com Deus.   Quantos preconceitos? Hoje celebramos o dia da consciência negra. Quantas crianças agredidas, inclusive sexualmente no lar, no ambiente social e anti social. Que governos temos? Os governos dependem dos governados. Comparando o Reino de Cristo com o reino humano, nós vemos que o de Cristo é o de estar conosco, caminhando, pobre, simples, humilde, dando de si. Ao invés de ser o Rei que faz o banquete, é Ele que é o banquete. Dá tudo de si para os governados. É definitivamente um reino que parte de dentro do humano para fora, portanto, é preciso que o coração do humano se divinize, para que Ele possa concertar tudo”, concluiu o arcebispo repetindo o lema do ano Santo: “Sejamos misericordiosos como Deus Pai é conosco”.

Ao final da celebração, os padres e diáconos, juntamente com dom José, se dirigiram para a frente da igreja, quando fecharam simbolicamente a Porta Santa. Dom José agradeceu a todos e abençoou todos os fieis com a benção final.

Foto: Pascom Catedral – Todas as fotos podem ser conferidas na fanpage da Catedral.

________________________________________
***Viviane Carvalho – Assessoria de Imprensa Arquidiocese de Montes Claros (38 Vivo) 9905-1346 (38 claro) 8423-8384 ou pelo e-mail: [email protected]

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Artigos de Dom João Justino

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (MG)

Luz para os Meus Passos

AGENDA

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹out 2022› » 

REVISTA

 

ENQUETE

No ano em que realizaremos a IV AAP (Assembleia Arquidiocesana de Pastoral) a Diocese de Montes Claros comemora quantos anos de criação?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...